segunda-feira, 19 de junho de 2017

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

Exposição Fotográfica

Exposição Fotográfica - Como pessoas com deficiência enxergam a cidade


O projeto Olhares de uma São Paulo Inclusiva, realizou no dia 12  de fevereiro no Centro Cultural Grajaú a Exposição fotográfica e o lançamento do Guia Cultural Acessível - Virtual.
  
        


A exposição "Olhares de uma São Paulo Inclusiva" e o Guia mão na Roda apresenta, por meio das artes visuais, uma cidade que muitas vezes não enxergamos. Uma São Paulo multicultural que aceita a diversidade, mas que ao mesmo tempo cria barreiras, nutre preconceitos e dificulta o acesso de pessoas com deficiência à produção e aos bens culturais produzidos pela Metrópole.



Por meio de oficinas de fotografia e circulações pelos quatro cantos da Pólis, pessoas com deficiência e mobilidade reduzida construíram um olhar especial sobre uma cidade culturalmente inclusiva.. Esse belo olhar é apresentado através de uma exposição fotográfica.





Esse belo olhar é apresentado através deste Guia Cultural Acessível - Virtual chamado Mão na Roda, acesse e confira todos os lugares que visitamos;  https://www.spinclusiva.com.br/


Além da exposição, tivemos um coquetel, apresentação  musical com Rita e Roberto e lançamento do Guia.







Gostaríamos de agradecer os colaboradores e os espaços que visitamos, ao Centro de Cidadania da Mulher Capela do Socorro e Centro Cultual Grajaú por ceder o espaço para realizamos as oficinas.

sábado, 26 de novembro de 2016

O que tem no Parque Ibirapuera ?

32° Bienal - Incerteza Viva  


A Fundação Bienal de São Paulo tem como sede um pavilhão emblemático da arquitetura moderna brasileira, criada em 1662 por Oscar Niemeyer para o quarto centenário da cidade de São Paulo, que foi comemorado em 1954 com a construção do Parque Ibirapuera e seus edifícios. 


A Bienal de São Paulo (ou ainda Bienal Internacional de Arte de São Paulo) é uma exposição de artes (em geral de grandes proporções) que, como o nome indica, ocorre a cada dois anos na cidade de São Paulo. O evento é constantemente responsável por projetar a obra de artistas internacionais desconhecidos e por refletir as tendências mais marcantes no cenário artístico global: é considerada um dos três principais eventos do circuito artístico internacional, junto da Bienal de Veneza e da Documenta de Kassel.





O projeto Olhares de uma São Paulo Inclusiva foi conferir além do espaço a exposição da 32° Bienal.O tema desta edição é Incerteza viva que tem como eixo central a noção de incerteza a fim de refletir sobre as atuais condições da vida em tempos de mudança contínua e sobre as estratégias oferecidas pela arte contemporânea para acolher ou habitar incertezas



Cerca de 300 obras de 80 artistas e coletivos  destacam-se o francês Pierre Huygue, os brasileiros Gilvan Samico, Bené Fonteles, Erika Verzutti, Lais Myrrha, o coletivo Vídeo nas Aldeias e Öyvind Fahlström (que viveu na Suécia), e a sul-africana Helen Sebidi  e você pode conferir a lista completa dos artistas participantes no site.




Bienal 
Primeira edição: 1951
Idealizado por: Ciccillo Matarazzo e; Yolanda Penteado
Ingresso: Gratuito
Local(is): Pavilhão da Bienal -; Parque do Ibirapuera



sexta-feira, 25 de novembro de 2016

O que tem no Parque Ibirapuera?

OCA

Pavilhão Lucas Nogueira Garcez, popularmente conhecido como Oca, é um pavilhão de exposições localizado no Parque do Ibirapuera, na cidade de São Paulo, Brasil. Foi projetado por Oscar Niemeyer em 1951, para compor o conjunto arquitetônico original do Parque do Ibirapuera, construído para comemorar o IV Centenário da Cidade de São Paulo, que se deu em 1954.


  

O edifício da Oca é um espaço expositivo com mais de 10mil m2 dentro do Parque Ibirapuera. No passado chegou a abrigar o Museu da Aeronáutica de São Paulo e o Museu do Folclore. Desde junho de 2010 é administrado pelo Museu da Cidade, junto a Secretária Municipal da Cultura e abriga grandes exposições.


Mostra de Francesco Vezzoli 

A  mostra de Francesco Vezzoli, tem performances e filmes de Natalie Portman, Benicio del Toro, Cate Blanchett, Donatella Versace, Miuccia Prada, Lady Gaga e Frank Gehry. Fã do Cinema Novo Dancing Days, o italiano desembarca no Brasil para a mostra Francesco Vezzoli Cinerama, na Oca, em São Paulo -  atração da terceira edição do Preciosidades Vivara - até 11 de dezembro.


Reconhecido por misturar elementos da cultura popular com referências eruditas, tradicionais e históricas também nas suas esculturas, fotografia e bordados, Francesco estudou em Londres com os YBA e vivenciou a “transformação do mundo das artes em Hollywood” – baseada no culto à imagem e nos jogos de poder.




OCA
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, 50 - Parque Ibirapuera, São Paulo - SP
Telefone: (11) 5082-1777

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

O que tem no Parque Ibirapuera?

Planetário 

Inaugurado em janeiro de 1957, o Planetário Professor Aristóteles Orsini, também conhecido como Planetário do Ibirapuera, foi o primeiro equipamento construído na América Latina e também o pioneiro entre os planetários de grande porte do Brasil.


Após  ficar 2 anos em reforma,  o Planetário volta a ser uma opção de lazer para os paulistanos. O local ganhou o projetor StarMaster, fabricado pela Carl Zeiss, fabricante de lentes e material óptico. O aparelho é capaz de projetar o céu visto de qualquer ponto conhecido do universo.


O passeio é uma ótima oportunidade para olhar e se encantar com o céu de estrelas brilhantes, sem nuvens ou poluição.
Nas salas de projeção, são apresentados cerca de 5 mil estrelas e é possível observar o céu de qualquer região da Terra, em qualquer época, bem como simular viagens espaciais pelo universo.
Além de apresentar constelações ocidentais e indígenas, e a localização de alguns planetas, como Marte e Vênus, o programa dá a oportunidade aos visitantes de aprender mais sobre as descobertas mais recentes da exploração espacial.


Uma aulinha explicativa acompanha cada trecho da apresentação e entretém inclusive os adultos. Um programa divertido, educativo e grátis, a sessão dura em torno de 40 minutos.



Planetário 
Localizado em: Parque Ibirapuera
Endereço: Parque Ibirapuera - Av. Pedro Álvares Cabral, s/n - Portão 10 - Ibirapuera, São Paulo - SP, 04094-000
Telefone: (11) 5575-5206

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Memorial da Resistência



 Para preservar as memórias da resistência e da repressão no Brasil, foi inaugurado no dia 24 de janeiro de 2009 o Museu da Resistência de São Paulo. Instalado no edifício que sediou o Departamento Estadual de Ordem Política e Social do Estado de São Paulo (Deops/SP), entre os anos de 1940 a 1983, o espaço abriga exposições e ações educativas para promover a reflexão a respeito da cidadania, da democracia e do respeito aos direitos humanos.




 O memorial tem um papel educativo e cultural por meio da problematização e atualização das informações sobre a repressão no Brasil.





 O “Memorial ParaTodos” é o projeto da Ação Educativa do Memorial da Resistência de São Paulo voltado para a realização de visitas educativas para pessoas com deficiência. o Museu possibilita que as pessoas toquem na exposição de longa duração.





O espaço é térreo e adaptado para cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida. Disponibilizamos materiais de apoio multissensoriais e maquetes que tornam acessíveis o prédio e suas temáticas. Além disso, as memórias dos ex presos políticos são reproduzidas em áudio.O Memorial da Resistência de São Paulo, que inclusive sediou o Departamento Estadual de Ordem Política e Social do Estado de São Paulo – Deops/SP,foi criado para preservar a memória do período de repressão.




Memorial da Resistência 
End.:Largo General Osório, 66. Estação Pinacoteca – Luz, São Paulo
Tel.: (11) 3337.0185, ramal 27

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Pinacoteca


A Pinacoteca do Estado de São Paulo é um dos mais importantes museus de arte do Brasil.Ocupa um edifício construído em 1900, no Jardim da Luz, centro de São Paulo, projetado por Ramos de Azevedo e Domiziano Rossi . É formado por mais de oito mil obras, nas mais diversas técnicas e de diferentes autores, oferecendo um dos mais abrangentes panoramas da arte brasileira dos séculos XIX e XX. Atualmente ocupa dois prédios, com mais de 20 mil m² de instalações técnicas adequadas: o centenário edifício da Luz, onde foi criada, e o antigo prédio do Departamento Estadual de Ordem Política e Social (DEOPS), atual Estação Pinacoteca.


A Pinacoteca do Estado de São Paulo é um dos melhores exemplos em acessibilidade de São Paulo. Não só pela estrutura física, mas por possuir materiais especiais e uma preocupação em capacitar a equipe para atendimento a pessoas com deficiência.


 Desde 2003, quando foi implantado o Programa Educativo para Públicos Especiais – PEPE do Núcleo de Ação Educativa da Pinacoteca, o museu de arte mais antigo de São Paulo vem se destacando como referência em acessibilidade e ação educativa inclusiva. O programa tem o objetivo, atender pessoas com necessidades especiais –sensoriais, físicas ou mentais – promovendo o acesso às artes visuais. 



 Museu de arte mais antigo de São Paulo, a Pinacoteca foi o que mais preencheu os quesitos de acessibilidade, o museu oferece aos deficientes auditivos um videoguia, com descrição de 17 pontos.


Com diversos recursos multissensoriais como maquetes visuais e táteis do museu para que os deficientes conheçam o edifício da Pinacoteca e seus arredores; reproduções em relevo de obras de arte bidimensionais e tridimensionais, sonorização de obras do acervo, publicações especializadas impressas em tinta com letras ampliadas e braille.

Pinacoteca
Endereço. Praça da Luz, 2 – São Paulo, Centro CEP: 01120-010

Telefone (11) 3335-4990

quarta-feira, 26 de outubro de 2016


No dia 23 de outubro, a turma do Olhares teve um dia cheio e muito corrido, com vários lugares para visitar, explorar e fotografar . 

Roteiro do dia;
MIS - Museu da Imagem e do Som de São Paulo
Parque Prefiro Mário Covas
Parque Trianon 
Avenida Paulista
MASP - Museu de Arte de São Paulo
SESI 
Itaú Cultural 
Casas das Rosa 
Ufa!!!


Nosso roteiro começou no MIS - Museu da Imagem e do Som de São Paulo
 O Museu , instituição da Secretaria de Estado da Cultura, foi inaugurado em 1970. Seu acervo conta com mais de 200 mil itens como fotografias, filmes, vídeos e cartazes. Além de exposições e mostras de cinema regulares, o MIS possui uma programação cultural diversificada voltada para todos os públicos e abre espaço para novos artistas, que, por meio de seleção, exibem seus trabalhos dentro de programas de  fotografia, cinema, dança e música.  








Ao chegar no museu ficamos sabendo que o elevador estava quebrado, mas para nossa surpresa o MIS tem um equipamento portátil apoiado sobre rodas e correias dentadas do tipo esteiras, com tração a motor elétrico, alimentado por bateria cíclica recarregável que facilitou a subida e decida da Carmen, infelizmente só a Carmen pode ver a exposição, pois iria demorar muito.




 Com a exposição sobre a vida de Frida Kahlo, o MIS após seleção de 241 imagens deste acervo, o curador Pablo Ortiz Monastério elaborou a exposição Frida Kahlo - Suas Fotos dividida em seis seções temáticas pertinentes à trajetória de vida da artista. A seleção revela desde a infância até períodos de sua vida adulta, com imagens de autoria de seu pai e seu avô materno [fotógrafos profissionais], além de momentos eternizados pela própria artista e seus amigos fotógrafos Gisèle Freund e Nickolas Muray, entre outros.


Endereço: Av. Europa, 158 - Jardim Europa, São Paulo - SP, 01449-000
Telefone:(11) 2117-4777

2° parada - Parque Prefeito Mário Covas 


Inaugurado no dia 24 de janeiro de 2010, um dia antes do 456º aniversário de São Paulo, o Parque Prefeito Mário Covas localiza-se na esquina da Avenida Paulista com a Alameda Ministro Rocha de Azevedo. 



Possui mais de cinco mil m² e conta com um paraciclo, Central de Informação Turística Paulista (CIT Paulista), administrada pela São Paulo Turismo (SPTuris, empresa de turismo e eventos da cidade de São Paulo), oferece sombra e tranquilidade para os moradores e trabalhadores da região. 



O barulho dos carros vai diminuindo à medida que se entra no parque. Aos poucos o calor também é amenizado pelas árvores e o ambiente é propício para fugir da pressa paulistana e com o frescor da sombra e tranquilidade, aproveitamos para fazer um piquenique.


                                
Não existem brinquedos ou aparelhos de ginástica, o parque possui apenas bancos e mesas, espaço para bicicletas e banheiros.
O banheiro " acessível", não é TÃO acessível assim.   Para acessar o banheiro, há um degrau que dificulta a cadeira e o box é peque para mover a cadeira. 


Endereço: Av. Paulista, 1853 - Bela Vista, São Paulo - SP, 01410-000
Telefone: (11) 3289-2160

3°parada - Avenida Paulista 

Inaugurada em 1981, a Avenida Paulista é uma das ruas mais importantes da cidade de São Paulo,  localizada no limite entre as zonas Centro-Sul, Central e Oeste; e em uma das regiões mais elevadas da cidade, chamada de Espigão da Paulista.



Considerada um dos principais centros financeiros da cidade, assim como também um dos pontos turísticos mais característicos, a avenida revela sua importância não só como pólo econômico, mas também como centralidade cultural e de entretenimento. Nela você pode visitar o MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand), o Parque Trianon, Parque Mario Covas,  o Conjunto Nacional e a FIESP (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) - a qual conta com exposições e diferentes instalações tecnológicas, Itaú Cultural, Casas da Rosas . Além disso, a avenida é palco de alguns dos principais eventos da cidade, como a Parada LGBT de São Paulo e o Show da Virada.




Avenida Paulista fica fechada para carros e aberta apenas para pedestres e ciclistas aos domingos (das 9h às 17h) é uma iniciativa que podemos aproveitar ao máximo e que, sem dúvidas, fará com que todos nós, paulistas, aprendamos a ver um pedacinho da nossa cidade por um outro ângulo, com menos pressa e mais admiração.


Fim: Praça Marechal Cordeiro de Farias
Subprefeitura(s): Subprefeitura da Sé
Início: Praça Oswaldo Cruz

4° parada - Museu de Arte de São Paulo - MASP


Esse museu tem a cara de São Paulo: é uma mistura de concreto, aço e vidro; foi idealizado por Assis Chateaubriand , empresário e jornalista, e Pietro Maria Bardi, jornalista e crítico de arte em 1947; e guarda a maior coleção do hemisfério sul.


























Sesi
Endereço: Av. Paulista, 1313 - Jardins, São Paulo - SP, 01310-100
Telefone: (11) 3528-2000

Além disso, conta com um vão livre intrigante que, por si só, também é um ponto turístico, pois abriga feiras e manifestações culturais diversas.


O museu vem proporcionando ao público, desde sua fundação, centenas de exposições de artistas estrangeiros e grandes exposições internacionais, e permanentemente apresenta as obras dos artistas radicados no Brasil através de uma visão contemporânea da produção atual de todas as manifestações artísticas.





Acessibilidade: o prédio possui elevadores que levam aos blocos suspenso e subterrâneo, de fácil acesso a cadeirantes.

Museu de Arte Moderna - MASP
Endereço: Av. Paulista, 1578-Bela Vista, São Paulo - SP, 01310-200
Telefone: (11) 3251-5644


5° parada - Centro Cultural Fiesp - CIESP - SESI - SENAI



O Centro Cultural Fiesp - Ruth Cardoso foi inaugurado em 1964 na cidade São Paulo com a finalidade de promover o bem-estar social, o desenvolvimento cultural e a melhoria da qualidade de vida do trabalhador que atua nas indústrias, de sua família e da comunidade na qual estão inseridos, em geral.



Serviço Social da Indústria de São Paulo (Sesi-SP) incentiva as variadas manifestações artísticas em todas as suas formas de expressão: teatro, música, dança, cinema, exposições e literatura.


O SESI tem uma ótima estrutura para pessoas com deficiência com elevadores rampas.


Fomos assistir o musical "Peer Gynt" inspirado na peça do dramaturgo norueguês Henrik Ibsen (1828-1906).
A montagem narra a jornada do jovem Peer Gynt, que deixa sua pequena vila na Noruega para ganhar o mundo. Em seu caminho, ele encontra fadas, duendes e ninfas, passa por diferentes paisagens, fica rico de maneira ilegal e coroa-se “Imperador de Si Mesmo” em um manicômio no Egito.


No palco, muita cor e muitas canções daquelas que todo mundo adora ouvir. Não faltam Beatles no repertório.
Os figurinos foram criados pelo próprio Gabriel Villela que fez a adaptação da peça, com tecidos, enfeites e máscaras trazidos de países da Europa, da Índia, do Peru e de aldeias indígenas brasileiras. Cada acessório representa vários momentos da trajetória do protagonista.


Sesi 
Endereço: Av. Paulista, 1313-Jardins, São Paulo - SP, 01310-100

Telefone:(11) 3528-2000

6° parada - Centro Cultural Itaú 



 Um dos maiores centros de referência cultural da cidade de São Paulo, o Itaú Cultural é um instituto de pesquisa e produção que busca promover e divulgar o que há de melhor no cenário artístico e intelectual brasileiro. Fundada no início de 1987, a organização mantém na Avenida Paulista a sede para a realização de suas sempre gratuitas atividades, edifício que conta com espaços para exposições, espetáculos cênicos e musicais, auditório para cursos e seminários, biblioteca e muito mais.








Compositor e intérprete de clássicos como “O mundo é um moinho” e “As rosas não falam”, o Cartola é conhecido também por ser um dos fundadores da escola de samba carioca Estação Primeira de Mangueira. A Ocupação no Itaú Cultural revê os momentos importantes da trajetória artística do homenageado



Por meio da midiateca, os visitantes têm acesso ao acervo de mais de 30 mil documentos sobre arte e cultura brasileiras, composto por livros, filmes, revistas e coleções de CD-ROM e CD-Áudio, para empréstimo ou consulta local.

 


Centro Cultural Itaí
Endereço: Av. Paulista, 149 - Bela Vista, São Paulo-SP, 01311-000
Telefone: (11) 2168-1777
http://www.itaucultural.org.br/

 7° e última parada - Casas das Rosas 



O casarão foi construído em 1935, época em que a região da Paulista era ocupada por mansões dos senhores do café. Projetada pelo arquiteto Ramos de Azevedo, foi habitada até 1986, quando sofreu desapropriação pelo governo do Estado. Por ter um dos mais belos jardins de rosas da cidade, a Casa das Rosas foi inaugurada como espaço cultural em 1991, recebeu esse nome porque abrigava um dos maiores e mais belos jardins de rosas da cidade.


No local, a liberdade artística se materializa em saraus, recitais, lançamentos de livros, peças de teatro, cursos preparatórios, exposições e outros formatos que privilegiem a difusão da poesia e da arte em geral.




Casa das Rosas 
Avenida Paulista, 37 - Paraíso, São Paulo - SP,  CEP: 01311-000